sexta-feira, maio 13, 2011

Inovadores ou bons seguidores? O regresso do "Regisconta"...

Lembram-se, há umas dezena de anos, dos misteriosos anúncios televisivos ao "Homem da Regisconta"?
Versavam os ditos a promoção do novo tipo de trabalhador de escritório, ou do executivo moderno, anos 70. A imagem era uma silhueta negra de um cavalheiro ainda jovem, de fato de bom corte e pasta de executivo na mão. Era apresentado como o supra-sumo da modernidade e desenvoltura profissional. (a imagem acima , daqui, é de um dicionário para executivos, mas a silhueta lembra a do tal anúncio)
Em poucos anos, a tal Regisconta desapareceu. Dizem que faliu. Não sei o que faziam, nem o que correu mal ao negócio, mas a imagem ainda actual do executivo de sucesso ficou para sempre associada àquele epíteto, "O Homem da Regisconta", como antes se falava no Homem da Renascença, ou, recuando ainda mais... o Homem de Neardenthal...
Pois digo-vos, caros leitores, vem aí o novo "Homem da Regisconta"! Ou melhor, o "Homem da Diresconta", para sermos mais actuais. O tal novo tipo de Gestor, em carreira independente, nada de confundir com o "reles" professor!
Eventualmente poderá ser uma mulher, mas, o que é curioso, assim que dirigir uma escola passou a ser associado a Poder, prestígio político e caciquismo, o facto é que a pouco e pouco as habituais professoras e donas de casa exaustas e incentivadas a tomar em mãos a alta responsabilidade, que poucos queriam, de serem presidentes dos conselhos Directivos /Executivos, foram sendo enxotadas e substituídas por jovens quarentões bem falantes e com boas agendas de contactos, que até aí vogavam mais discretos nos estabelecimentos a dar as suas aulas.

Assim, se já pensavam que estava tudo criado em termos do que sinistramente MLRodrigues chamou de "lideranças fortes" nas Escolas ( leia-se, boys e girls instalados nas direcções das escolas directamente subservientes à tutela), estavam enganados.
Agora temos de novo na ribalta a Microsoft, a tal que , logo em 2005,fez um acordo um tanto misterioso com o governo Português que hoje ainda reina, para a "modernização", informatização e "simplexização" do país .Traduzido: tudo neste país médio de 10 milhões de habitantes ficou dependente da informática e da Microsoft, há grande rapidez para o Estado controlar o cidadão e uma ou outra vantagem pra o cidadão, pois a burocracia continuou e em alguns casos aumentou, só que não se nota tanto, porque em vez das filas nas repartições temos os sites do Estado indisponíveis,-- numa banda (pouco) larga --e sobrelotados e as dores de cabeça remetidas para o recesso dos lares , das autarquias e dos serviços sem pessoal para dar resposta a tudo.

Dizia eu , portanto,que, com o filantrópico apoio da Microsoft em parceria com o ME, começou no dia 8 ( de Maio) um programa para gestores de escolas,com vista a prepará-los para os , e cito, "novos modelos de gestão das escolas."
Chama-se "Líderes Inovadores". Lindo! Inspirador! :/
Não vou dizer muito mais pois a notícia fala por si. É do dia 7 de Maio, e é nauseante saber que cada vez mais vão querer separar o director da escola da sua função primeira de pedagogo e colega/professor. Ou seja, transformá-lo num executivo como os das fábricas de salsichas ou das seguradoras, ou bancos... Mais uma versão recauchutada do "Homem da Regisconta"!




Chamo atenção para os detalhes:
-quem vai ensinar os directores nesse novos voos de gestão serão empresas alimentares ou farmacêuticas, bancos... Nem escrevo as marcas, consultem a notícia.
- Quem coordena o curso é nada menos que... José Canavarro, ex-secretário de estado e autor do polémico programa para a educação do actual PSD...
(mas temos também Roberto Carneiro e Natércio Afonso. Portanto isto tudo confunde um tanto... Sendo a Microsoft chamada a colaborar com um governo socialista, eis que os principais candidatos a suceder no poder alinham pela mesma bitola). :-((
Nem digo mais. Estas situações são desanimadoras, para quem ainda acreditava no retorno da democracia às escolas. :(((


"Alergia"

4 comentários:

teodoro disse...

E é nesta "área" que vejo apostar para repor a dignidade ofendida de quem não se obrigou a defendê-la na primeira pessoa.
Agora já todos sabem que 'afinal os professores levavam-se na boa'. Feita a terraplanagem é só seguir em frente...

Paulo Izidoro disse...

tudo sobre o homem da regisconta em http://www.truca.pt/artes_e_artistas_material/regisconta_material/regisconta.html até já podem mudar a imagem do artigo!

Alergia disse...

Nem mais, Teodoro! Num país onde quem julga ter um olho também já se julga rei,foi fácil puxar pelas vaidades pessoais que estavam submersas, para ter gente "de mão"(directores, autarcas..) para mover localmente os bulldozers e proceder a essa terraplanagem!
Desde o início que a frente a estas políticas passava pela coragem em dizer não dos dirigentes das escolas. Mas a maioria optou pelo "talvez, quem sabe ,vamos dar o benefício da dúvida...". E agora não há desculpas para ainda terem/termos dúvidas. :-/
Um abraço e saudades! ;-)

Alergia disse...

Obrigada, Paulo Izidoro.
De facto não pesquisei muito a própria imagem, pois, sendo o "homem da Regisconta" --"Aquela Má-qui-Naaaa!"-- da era pré-internet, nem pensei que pudesse ser encontrada. Também foi mais uma metáfora para o que queria dizer, que se prendia mais ao novo Líder da "Diresconta"! :)
Cumprimentos!